A maioria dos casais que se mudam para uma casa nova têm aquela dúvida sobre o que fazer com o segundo quarto do imóvel – e isso se intensifica quando os planos para o futuro incluem ter um filho. Com um investimento bem pensado na arquitetura e decoração, o dormitório extra pode se tornar o quarto de hóspedes e, futuramente, o quarto da criança sem precisar de (tantas) mudanças.

Pra dar utilidade ao quarto extra, você pode unir o útil ao agradável. Pense em longo prazo: esse mesmo lugar que recebe seus hóspedes hoje será o quarto do seu bebê no futuro? Então aposte em uma arquitetura mais clean! A neutralidade de tons nas cores das paredes e dos móveis cabem tanto para um caso, quanto para o outro – e o branco aqui é a melhor cor para admitir combinações e contrastes nos detalhes da decoração. Se quiser ideias de cores, olhe esses exemplos de tonalidades que harmonizam qualquer ambiente:

cores (1) (1)

#Dica: o quarto não precisa ficar com uma decoração morna só porque você não quer comprometer o lugar que terá um outro destino no futuro. Adesivos de parede são uma superideia. Melhor que os pápeis de parede, são mais práticos e fáceis de manusear e com certeza vão trazer mais vida pro ambiente. 😉

A mobília é um dos itens mais expressivos na hora de pensar em um ambiente. Nesse caso, o dormitório precisa ser multifuncional, assim pode acompanhar todas as etapas de seu uso. Quer um exemplo? Se desde o início os móveis contarem com a opção de gaveteiros, você não precisará comprar uma cômoda para o bebê no futuro, além disso, irá otimizar o espaço no lugar, garantindo boa circulação no cômodo. Assim como nas paredes, no caso dos móveis, também vale escolher cores neutras, como cinza, branco e amadeirado claro. Além disso, sempre escolha o conforto em primeiro lugar: opte por elementos que deixem os hóspedes aconchegados e que agreguem sossego ao quarto do bebê futuramente. Uma poltrona, por exemplo, é uma ótima ideia. 😉

#Dica: A maioria dos elementos estruturais do quarto podem ser usadas em ambas as situações, por isso, pense em coisas que seriam úteis tanto para o hóspede, quanto para a criança. Cortinas que escureçam e tragam mais privacidade ao quarto, boa iluminação artificial indireta – luzes de apoio, dimmer nas luzes do teto para variar a intensidade da luz, climatizador de ambiente e um sofá-cama ou bicama são alguns exemplos. Ah, itens como estantes também podem ter dupla funcionalidade: hoje, podem deixar objetos decorativos expostos para os hóspedes, mas no futuro podem manter as roupinhas do seu filho organizadas. Quadros, almofadas, tapetes e cortinas também são elementos fáceis de serem trocados e até reutilizados em outros ambientes da casa, por isso não tenha medo de incluí-los.

Pra entender melhor tudo isso que falamos, dá uma olhada neste esquema:

Cena 115_SHR_Quarto solteiro_saara_espelho e lilas acetinadoCOMNUMEROS (1)

1) Cores neutras são ótimas em todos os momentos.
2) Móveis planejados para servir no quarto de hóspedes e também no quarto do bebê.
3) A bicama é uma ótima opção para o quarto de hóspedes e para ser uma cama de apoio no quarto do bebê.
4) Prateleiras e nichos são úteis no quarto de visitas e no quarto do bebê.
5) Invista em privacidade e controle de luz.
6) Escolha uma poltrona confortável.
7) Invista em sistema de luz indireta com dimerização.
Seja para planejar o quarto de hóspedes ou o quarto do bebê, conte com a gente: italinea.com.br. 😉