Tá querendo dar uma repaginada em um cômodo de sua casa? Espere aí, não precisa de reformas: alguns objetos dão cara nova ao ambiente por si só. Uma aposta que vale a pena são os quadros, porque além de ajudarem a personalizar a identidade dos espaços, podem se tornar protagonistas do lugar por criarem novos pontos focais nas paredes. Sem dúvida, um jeito de deixar a sua casa bem diferente, sem exigir muito.
Decorar os lugares com quadros não é uma tarefa tão fácil quanto se imagina – demanda pensar na quantidade, no estilo dos elementos. A colocação desses objetos pede um planejamento prévio para que o resultado proporcione uma imagem agradável. Hoje em dia, todos os lugares da casa podem ser decorados com quadros. Pensou em banheiros? Sim, até eles: por serem ambientes pequenos, ficam mais aconchegantes decorados.

Se você topa essa ideia de transformar a sua parede, trouxemos um roteiro de como fazer pra você se orientar:

  1. Inicie a programação da parede pensando em qual sua intenção de usar quadros na decoração: “quero destacar uma parede específica”, “tenho uma coleção de gravuras que quero expor”, entre outras situações;
  2. Avalie qual a parede do ambiente deverá receber os quadros. Essa etapa é fundamental para guiar a escolha dos tamanhos e estilos dos objetos;
  3. Defina se a ambientação da parede vai ser feita através do uso de um ou de mais quadros. Se houver mais de um, deve-se definir se a composição dos mesmos será aleatória ou não. Não é necessário que os decorativos sejam de tamanhos e estilos iguais;
  4. Defina qual a forma em que os quadros ficarão dispostos: pendurados, encostados ou apoiados em alguma superfície (prateleira, cantoneira, chão, etc);
  5. Antes de fixá-los, faça um teste usando um gabarito (pode ser feito de papel) do tamanho das peças que você deseja dispor. Isso ajuda a antever o resultado e evitar arrependimentos. Outra opção é colocar os quadros no chão para fazer a mesma avaliação;
  6. Analise a prévia feita com o gabarito: “está do meu agrado?”, “tem alguma questão que me incomoda?”. É importante que a composição do(s) quadro(s) tenha uma unidade visual (pesos e medidas visuais: cores, tamanhos, etc), proporcionando um olhar agradável de quem a vê. E sabe como fazer isso? Olha essas dicas:
  • Harmonize o tamanho dos objetos com o tamanho das paredes e do ambiente;
  • Determine uma linha média para os quadros e faça a composição a partir dela;
  • Se os quadros estiverem posicionados acima de um sofá, coloque-os afastados 25cm do encosto;
  • Se os quadros estiverem posicionados acima de uma cama, coloque-os afastados 25cm da cabeceira;
  • Nem todos os quadros precisam ter molduras e nem todas as molduras precisam ser iguais, mas cuide na escolha das molduras, caso opte por elas. A mesma foto, por exemplo, pode ter diferentes aparências em função de diferentes molduras;

Agora, vamos às opções de possíveis elementos de uso na decoração das paredes:

  • Pinturas, gravuras, desenhos;
  • Fotografias;
  • Quadros com frases;
  • Bandeiras, flâmulas, placas;
  • Objetos com história pessoal.

Viu só? Roteiro + dicas + exemplos de elementos que você pode usar = parede linda e do jeito que você sempre quis. Aposte! 😉