AF-2355-11_Internas_18_10

Com mais de dois milhões de casos todos os anos no Brasil, o câncer de mama se tornou uma triste realidade. Sendo o principal tipo de câncer que atinge as mulheres, geralmente apresenta um bom índice de cura, principalmente quando diagnosticado em sua fase precoce. Por isso, fique atenta aos sintomas e veja como fazer o autoexame para prevenir a doença.

Fatores de Risco
O câncer de mama – e o câncer de forma geral – não tem uma causa única. Seu desenvolvimento deve ser compreendido em função de uma série de fatores de risco. O histórico familiar é um deles. Mulheres com parentes de primeiro grau (mãe ou irmã) que tiveram a doença antes dos 50 anos podem ser mais suscetíveis. A menarca precoce (primeira menstruação antes dos 11 anos de idade), a menopausa tardia (última menstruação após os 55 anos), nunca ter engravidado ou ter tido o primeiro filho depois dos 30 anos também são fatores de risco. O estilo de vida também influencia no aparecimento ou não da doença. Excesso de peso e beber muito álcool podem fazer com que o câncer se desenvolva.

Sintomas
– Inchaço em parte do seio.
– Irritação da pele ou aparecimento de irregularidades, como covinhas ou franzidos, ou que fazem a pele se assemelhar à casca de uma laranja.
– Dor no mamilo ou inversão do mamilo (para dentro).
– Vermelhidão ou descamação do mamilo ou pele da mama.
– Saída de secreção (que não seja de leite) pelo mamilo.
– Caroço nas axilas.

Existem três maneiras diferentes de realizar o autoexame. Confira:

– Em frente ao espelho:
. Para fazer a observação em frente ao espelho, deve-se retirar toda a roupa.
. Observe os seios com os braços caídos.. Levante os braços e observe as mamas.
. Coloque as mãos apoiadas na bacia e faça pressão para observar se existe alguma alteração na superfície da mama.
. Fique atenta ao tamanho, à forma, à cor, a inchaços, a abaixamentos, a saliências ou a rugosidades na mama.

– Palpação de pé:
. Deve ser feita durante o banho com o corpo molhado e as mãos ensaboadas.
. Levante o braço esquerdo e coloque a mão atrás da cabeça.
. Palpe a mama esquerda com a mão direita fazendo movimentos em espiral.
. Repita os mesmos passos na mama direita.
. A palpação é feita com os dedos da mão juntos e esticados.
. Após a palpação, pressione os mamilos para conferir se existe a saída de qualquer líquido.

– Palpação deitada:
. Deite e coloque o braço esquerdo na nuca.
. Coloque uma almofada ou toalha debaixo do ombro esquerdo para ser mais confortável.
. Com a parte interna dos dedos, pressione gentilmente no sentido de fora para dentro em formato de espiral.
. Fique atenta a qualquer engrossamento do tecido e pequenas protuberâncias.

Lembre-se de sempre fazer consultas anuais a partir dos 40 anos de idade.

Fontes: Mulher Consciente e Tua Saúde