08-12-dest

Já mobiliou toda a sua casa, mas ainda não sabe qual a melhor iluminação para determinados ambientes? Existem algumas diferenças entre a luz direta e indireta. Saiba as características de cada uma e acerte na escolha:

Diferentemente da luz direta que ilumina diretamente as superfícies, a indireta incide no espaço e só depois é refletida, passando a atingir então o local a ser iluminado. Assim, cria-se um efeito aconchegante e menos óbvio, além de nada invasivo no ambiente. Para otimizar sua reflexão, é recomendado que essas superfícies reflexivas sejam de cores claras. Uma das vantagens desse tipo da iluminação indireta, é que não aumenta tanto a temperatura do lugar. A luz costuma ser instalada no chão, no gesso ou até no forro.

Se o objetivo é deixar o lugar com um ar mais sofisticado e tranquilo, a indireta é indicada, por dar um acabamento perfeito na sua decoração. É uma forma menos óbvia de decorar um cômodo ou fachada, já que pode ser utilizada e posicionada de diversas formas. Trilhos de alumínio com pintura eletrostática branca, distantes do chão, deixam o ambiente mais simples, mas superconfortável. Sua principal vantagem é iluminar de forma suave e difusa, ainda que uniforme, resultando em um conforto visual. Arandelas horizontais ou luzes em gesso rebaixado dão um ar mais sofisticado. Evite usar iluminação indireta de forma que o ambiente fique escuro. Se precisar de mais pontos de luz, recorra a fontes de iluminação direta.

Fontes: http://bit.ly/1YkNjwM e http://bit.ly/1QTgxRt